PT tenta intimidar e ameaça processar Amado Batista por chamar Lula de “ladrão”

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, afirmou que vai processar o cantor Amado Batista depois que ele chamou o ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva de “ladrão”. A declaração foi no programa de rádio “Frente a Frente”, da Rede Nordeste de Rádio, em 28 de abril.

Na entrevista, Batista defende o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), com quem tem amizade, e ataca Lula e seus filhos por escândalos de corrupção como Mensalão e Petrolão. O cantor também desdenhou as últimas pesquisas de intenção de voto, que trazem Lula à frente de Bolsonaro nas simulações de 1º e 2º turno das eleições de 2022.

Pelo Twitter, Gleisi Hoffmann escreveu que “quem faz acusações falsas tem que ser responsabilizado pelo que diz, famoso ou não”.

Batista, um dos mais populares artistas da história da música brasileira, é um dos maiores apoiadores de Bolsonaro na classe artística.

O artigo PT tenta intimidar e ameaça processar Amado Batista por chamar Lula de “ladrão” foi publicado originalmente em Folha da República.