Em pronunciamento, Bolsonaro dá um cala boca nos esquerdistas: “Entregamos 100 milhões de doses, em números absolutos, somos o quarto país que mais vacina no planeta”

O presidente Jair Bolsonaro fez um pronunciamento de rádio e TV nesta quarta-feira (3) em que comemorou o acordo de transferência de tecnologia para a produção de vacinas no Brasil entre a Astrazeneca e a FioCruz e destacou os 100 milhões de doses de vacinas distribuídas a estados e municípios. “Com isso passamos a integrar a elite de apenas cinco países que produzem vacina contra a covid no mundo.”

Bolsonaro disse que sente profundamente cada vida perdida no país e que o Brasil é o quarto país que mais vacina no planeta. O presidente afirmou que todos serão vacinados até o fim de 2021 no país. “Neste ano todos os brasileiros, que assim o desejarem, serão vacinados. Vacinas essas que foram aprovadas pela Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária].”

O presidente falou sobre a realização da Copa América no país. O anúncio de que o torneio ocorrerá no país foi feito ontem.

“Seguindo o mesmo protocolo da Copa Libertadores e Eliminatórias da Copa do Mundo, aceitamos a realização, no Brasil, da Copa América. O nosso governo joga dentro das quatro linhas da Constituição, considera o direito de ir e vir, o direito ao trabalho e o livre exercício de cultos religiosos inegociáveis. Todos os nossos 22 ministros consideram o bem maior de nosso povo a sua liberdade.”

O artigo Em pronunciamento, Bolsonaro dá um cala boca nos esquerdistas: “Entregamos 100 milhões de doses, em números absolutos, somos o quarto país que mais vacina no planeta” foi publicado originalmente em Folha da República.