Ex-namorada de Whindersson perde o controle, chama Bolsonaro de genocida e afirma: “Bolsonaro, eu te odeio”

A ex-namorada do comediante whindersson nunes, Luísa Sonsa, usou as redes sociais nesta segunda-feira (10) para dizer que odeia o presidente Jair Bolsonaro. Ela ainda usou o termo genocida para se referir ao governo Bolsonaro — prática comum entre militantes.

“Todo dia é um esforço imenso pra ter vontade de abrir um sorriso e seguir trabalhando e fazendo as coisas. Como seguir vivendo vendo tanta gente morrendo nesse país por causa do descaso de um governo genocida?” — disse.

Ela também tentou jogar na conta do presidente a morte do humorista Paulo Gustavo, que faleceu em decorrência de complicações ocasionadas pela covid.

“Sério, eu tô com tanta raiva. Tanta tristeza” — falou. “Não consigo parar de pensar no Paulo, e em todas as vidas que perdemos por um vírus [contra o qual] tem vacina. Todas essas mortes poderiam ter sido evitadas se tivéssemos um governo minimamente decente!” — esbravejou.

Por fim, ela afirmou que odeia o presidente e disse que tais palavras era um desabafo.

“Acredito muito que o ódio nunca resolve nada. Que odiar alguém nunca é a solução, independente de qualquer coisa. Porém, nesse momento, eu preciso desabafar sobre uma coisa que é: Bolsonaro, eu te odeio” —declarou.

O artigo Ex-namorada de Whindersson perde o controle, chama Bolsonaro de genocida e afirma: “Bolsonaro, eu te odeio” foi publicado originalmente em Folha da República.