Deputado petista tenta lacrar chamando Bolsonaro de genocida e toma invertida: “Você que é um vagabundo”

PT

Sessão da Comissão da Constituição de Justiça e de Cidadania (CCJ) desta quarta-feira (17) precisou ser encerrada às pressas após discussão entre os deputados Paulo Teixeira (PT-SP), Carlos Jordy (PSL-RJ) e Alê Silva (PSL-MG).

O deputado Teixeira estava com a palavra e reclamava da postura da presidente da Comissão, Bia Kicis (PSL-DF), alegando que ela não tinha dado espaço para membros se manifestarem.

O parlamentar, então atacou o presidente da República, o que pode ser considerado crime contra a segurança nacional. “Esse presidente é genocida, porque todos os atos que ele cometeu foi um projeto para matar pessoas”, disse.

O deputado então foi interrompido por Carlos Jordy. “Presidente, eu não vou aturar este tipo de comportamento. Se ele é um genocida, você é um vagabundo! Vai baixar o nível”, emendou.

A deputada Alê Silva emendou um grito de “vagabundo” ao lado do seu colega de partido, Jordy. Depois disso, os microfones foram cortados e os deputados continuaram a discussão no plenário.

O artigo Deputado petista tenta lacrar chamando Bolsonaro de genocida e toma invertida: “Você que é um vagabundo” foi publicado originalmente em Folha da República.