‘Após volta da democracia, Bolsonaro será preso’, diz presidente nacional do PSOL

Juliano PSOL

O presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, usou o Twitter para prever que, ao deixar a presidência, Jair Bolsonaro vai acabar na prisão.

“Anotem: ao liderar uma campanha contra a vacinação, Bolsonaro está enterrando de vez sua reeleição. E quando nossa democracia for plenamente restabelecida, acabará atrás das grades, como merecem os genocidas”, postou.

Bolsonaro criticou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que votou pela obrigatoriedade da vacinação contra a Covid-19. Ele defendeu que ninguém pode ser obrigado a se imunizar e declarou que a responsabilidade é da pessoa.

Relacionados:  Presidente Bolsonaro presta condolências a Milton Neves, que perdeu a esposa vítima de câncer

“Ninguém pode obrigar ninguém a tomar a vacina. Se o cara não quer ser tratado, que não seja, eu não quero fazer uma quimioterapia e vou morrer, problema é meu, pô”, disse Bolsonaro.