Bolsonaro assina MP que libera R$ 20 bilhões para compra de vacinas

Bolsonaro

Durante a cerimônia de posse de Gilson Machado como ministro do Turismo, Jair Bolsonaro assinou a medida provisória que libera R$ 20 bilhões para a compra de vacinas contra Covid-19.

O anúncio vem um dia depois da apresentação do Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra o novo coronavírus, que revelou que sete vacinas devem ser adquiridas e disponibilizadas à população. A lista de imunizantes inclui o mecanismo Covax Facility e as vacinas CoronaVac, produzida pela empresa chinesa Sinovac e pelo Instituto Butantan, Oxford/Astrazeneca, Pfizer, Bharat Biotech, Moderna e Janssen.

Relacionados:  Mourão defendeu a reação enérgica de Bolsonaro: “Foi atingido de forma desleal”

Um material divulgado pela Secretaria-Geral da Presidência da República logo após a assinatura da MP explicou que o “valor cobrirá as despesas com a compra das doses de vacina, seringas, agulhas, logística, comunicação e todas as despesas que sejam necessárias para vacinar a população. Esse montante não é destinado a nenhuma vacina específica e poderá ser utilizado conforme o planejamento e as necessidades do Ministério da Saúde”.