São Paulo libera “saidinha” de Natal para presos a partir de 22 de dezembro

Doria

O Departamento Estadual de Execuções Criminais (DEECRIM) do governo e São Paulo liberou, nesta semana, a “saidinha do Natal” em São Paulo, a partir do dia 22 de dezembro. Essas liberações estavam proibidas desde março, por causa da pandemia de covid-19.

A “saidinha de Natal” vai durar até 5 de janeiro. A liberação ocorrerá às 6h (de Brasília) do dia 22. E o retorno tem que acontecer até 18h do dia 5.

Relacionados:  Urgente: Rebelião generalizada em 5 presídios paulistas; centenas de detentos fugiram

As “saidinhas” são liberadas para os presos que tenham cumprido 1/6 da pena e reincidentes que tenham cumprido 1/4 dela. O bom comportamento é requisito para o benefício.

Esses presos estavam sem saídas desde março deste ano, por causa de uma decisão da Corregedoria Geral da Justiça, atendendo a uma solicitação da Secretaria da Administração Penitenciária de São Paulo.

Relacionados:  Desde março, Justiça de São Paulo soltou um preso por hora sob o pretexto de pandemia

Fonte: IG