Janaina Paschoal afirma: “Eu seria uma excelente presidente!”

janaina paschoal

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP), fenômeno eleitoral em 2018, ao se eleger com mais de 2 milhões de votos. É a maior votação já recebida por um deputado no país. Coautora do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, Janaina mergulhou na campanha de Jair Bolsonaro, empunhando as bandeiras anticorrupção e antipetista. Hoje é uma das ex-aliadas mais implacáveis do presidente. Em entrevista exclusiva em vídeo ao Congresso em Foco, Janaina diz que se arrepende de ter feito campanha para Bolsonaro e o acusa de ter “murchado” a direita que desabrochou no país nos últimos anos.

Para ela, Bolsonaro representa uma “direita grotesca” e “quase irracional”. Janaina defende que o momento não é de discutir nomes para a sucessão presidencial, mas de aglutinar forças que têm afinidade ideológica na construção de um programa para 2022. A deputada diz que precisa se preparar, alcançando uma vaga no Senado, para se sentir pronta para concorrer à Presidência da República. Do contrário, segundo ela, seria uma irresponsabilidade. Mas avisa: “Eu seria uma excelente presidente.”

Relacionados:  Rui Costa defende aliança do PT com PSDB e DEM para derrotar Bolsonaro