Estado da Geórgia determina recontagem manual dos votos

Trump

O secretário de Estado da Geórgia, Brad Raffensperger, determinou a recontagem manual de todos os votos nos 159 condados do Estado norte-americano nas eleições presidenciais dos Estados Unidos. Com mais de 99% das cédulas apuradas, o candidato do Partido Democrata, Joe Biden, tinha cerca de 14 mil votos de vantagem sobre o presidente Donald Trump, de acordo com a Associated Press.

Raffensperger, que é republicano e apoiou Trump no pleito, foi duramente criticado por apoiadores do presidente, que o acusam de ter sido leniente com supostas irregularidades.

Candidatos da legenda governista ao senado, David Perdue e Kelly Loeffler exortaram o secretário a renunciar ao cargo.

Relacionados:  “Morreu como um covarde, chorando e gritando”, diz Trump sobre líder do Estado Islâmico morto em operação americana

Biden foi declarado presidente eleito dos EUA pela mídia depois de ultrapassar a marca de 270 delegados, mas Trump irá levar a eleição para a Suprema Corte, após defender que houve fraudes.

Estado de Minas