Bolsonaro dá ‘voadora no pescoço’ e tira da vice-liderança o senador flagrado com dinheiro nas nádegas

Bolsonaro

O governo do presidente Jair Bolsonaro oficializou, há pouco, a saída do senador Chico Rodrigues (DEM-RR) da vice-liderança do governo Senado. Alvo de uma operação da Polícia Federal (PF), o parlamentar foi flagrado com R$ 30 mil dentro da cueca, entre as nádegas. A dispensa foi publicada no Diário Oficial da União, “a pedido” do senador. “Nos termos do art. 66-A do Regimento Interno dessa Casa do Congresso Nacional, em atenção ao pedido do Senhor Senador Francisco de Assis Rodrigues, solicito providências para a sua dispensa da função de Vice-Líder do Governo no Senado Federal”, diz a publicação assinada pelo presidente da República.

Relacionados:  “Estamos no 18° mês sem corrupção no governo federal”, diz Bolsonaro

O presidente Bolsonaro havia falado anteriormente se que se algum aliado fosse pego em corrupção, receberia ‘voadora no pescoço’, dito e feito.

A saída de Chico Rodrigues da vice-liderança era aguardada por integrantes do governo. Mais cedo, um líder governista disse à Jovem Pan que a repercussão do caso tornou insustentável a permanência do senador no cargo. “Pegou muito mal”, resumiu