Coca-Cola transfere sede regional da Argentina para o Brasil

Coca Cola

A Coca-Cola vai transferir o escritório administrativo regional de Buenos Aires para o Rio de Janeiro. A empresa anunciou que está “passando por uma reorganização de sua estrutura para acelerar sua estratégia de crescimento”. A companhia não disse quando a mudança será feita.

O anúncio se dá em uma enorme crise econômica do país vizinho, que além de enfrentar a pandemia com quarentenas severas, vive o fantasma do socialismo, que afugentou outras empresas, após medidas como congelamento de preços e limites de transações de dólares.

“Na América Latina, a reorganização implica a criação de 3 novas zonas que substituirão a estrutura atual [que opera em Buenos Aires] e funcionarão com as equipes globais. A Argentina está integrada na nova estrutura do sul da região, que inclui Brasil, Paraguai, Uruguai, Chile e Bolívia”, disse a empresa em comunicado publicado o Twitter nessa 4ª feira (30.set.2020).

Relacionados:  EUA diz que mantém apoio ao Brasil na OCDE: “Somos apoiadores entusiasmados para a entrada do Brasil”

Ao englobar o Brasil nessa estrutura, a nova sede da Coca-Cola será no Rio de Janeiro.

A empresa afirmou que não está “abandonando” a Argentina. Disse que não vai haver mudanças na produção, embalagem e distribuição nacionais.

“A Coca-Cola tem 1 relacionamento próximo com a Argentina, com compras anuais de US$ 500 milhões em produtos de economias regionais”, disse.