Mário Frias eleva o tom contra Adnet: “Garoto frouxo e sem futuro. Palhaço decadente!”

Mario Frias Adnet

O secretário de Cultura do governo Bolsonaro, Mário Frias, não gostou de ser imitado pelo humorista de esquerda Marcelo Adnet e usou seu perfil na rede social Instagram para rebater as críticas do humorista de cunho político. Mario Frias disse que o global é “Garoto frouxo e sem futuro. Agindo como se fosse um ser do bem, quando na verdade não passa de uma criatura imunda, cujo o adjetivo que devidamente o qualifica não é outro senão o de crápula”, começou.

“Um palhaço decadente que se vende por qualquer tostão, trocando uma amizade verdadeira, um amor ou sua história por um saquinho de dinheiro e uma bajulada no seu ego infantil e incapaz de encarar a vida e suas responsabilidades morais”, continua. Em seguida, ele diz que Adnet é “um Judas que não respeitou nem a própria esposa traindo a pobre coitada em público por pura vaidade e falta de caráter”. Frias se refere a também comediante Dani Calabresa, que foi casada com Adnet.

Relacionados:  GloboNews teve maior queda de audiência na TV a cabo desde maio

Tudo começou com um episódio do programa de Adnet “Sinta-se em casa”, na Globoplay. Nele, o humorista e ativista política imita o quadro Arquivo Confidencial, do Domingão do Faustão, que teria como homenageado o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Uma das pessoas a falar sobre ele é o secretário, imitado por Adnet. A imitação é inspirada na campanha oficial do governo que homenageia heróis brasileiros e é estrelada por Mario Frias.