“O Homem do campo não parou de trabalhar”, elogia Bolsonaro

Agro Bolsonaro

O presidente da República Jair Bolsonaro enalteceu o agronegócio brasileiro. Segundo o presidente, os trabalhadores do setor não fizeram lockdown durante a pandemia de covid-19 e tiveram “o índice de mortes mais baixo” em comparação com outros setores da economia.

Bolsonaro aproveitou a visita ao Mato Grosso do Sul, que serviu para inaugurar o centro de monitoramento do espaço aéreo Estação Radar de Corumbá, da Força Aérea Brasileira, para elogiar a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, natural do Estado, pelo “excelente trabalho que vem fazendo” no comando da produção brasileira.

“O nosso governo enfrentou essa questão da pandemia tendo à frente o nosso baluarte, a nossa querida ministra aqui do Mato Grosso do Sul. O homem do campo não parou de trabalhar, não teve lockdown e o índice de mortes foi o mais baixo de todos, levando em conta todos os setores”, afirmou Bolsonaro.

Para o chefe do executivo, a postura do setor foi essencial para garantir as exportações e os alimentos na mesa dos brasileiros. “O agronegócio vem batendo recordes e é a locomotiva da nossa economia. Você pode deixar de fazer muita coisa, mas não pode deixar de comer.”, comemorou.

Relacionados:  Bolsonaro determina que Ministério da Educação crie projeto para proibir a ideologia de gênero nas escolas

Jair Bolsonaro também voltou a defender o uso da Cloroquina, ainda sem comprovação científica oficial para Coronavírus, ao agradecer o deputado federal Luiz Ovando (PSL) por apoiar “desde o primeiro momento” a hidroxicloroquina. “Um remédio para algumas coisas, mas que serviu também para que vidas fossem salvas, em todos aqueles que foram acometidos pela covid-19.”