MEC deve dobrar investimentos em escolas cívico-militares

Escolas Militares

O Ministério da Educação (MEC) quer dobrar os gastos com o programa de escolas comandadas por militares. Os gastos do MEC com as escolas cívico-militares deverão sair de R$ 54 milhões em 2020 para R$ 108 milhões em 2021.

As escolas militares são uma das principais bandeiras do governo Bolsonaro.

A previsão de duplicar os investimentos no programa acontece em meio ao anúncio de que o governo pretende cortar recursos do orçamento do MEC em 2021.

A maior parte dos cortes será nas despesas “discricionárias”, ou seja, aqueles gastos que não são obrigatórios e que o MEC pode optar ou não por fazer. O pedido para o corte no próprio orçamento para garantir a expansão do programa foi feito no dia 27 de julho, em documento obtido pelo GLOBO.

Relacionados:  Sobre o uso da Cloroquina, General Pazuello diz que “O Médico é soberano para decidir”

Fonte: Exame