Bolsonaro repudia racista e se solidariza com entregador: “Deus o abençoe!”

Bolsonaro

O presidente da república Jair Bolsonaro repudiou veementemente o ato de racismo contra um entregador em um condomínio em Valinhos (São Paulo) depois que um vídeo que mostra o motoboy de 19 anos sendo agredido verbalmente por um homem que mora no local se espalhou pelas redes sociais. Ele defendeu que a miscigenação é uma marca do país e pediu que indignação dos brasileiros sirva para que atos como esse não se repitam.

“Independentemente das circunstâncias que levaram ao ocorrido, atitudes como esta devem ser totalmente repudiadas. A miscigenação é uma marca do Brasil. Ninguém é melhor do que ninguém por conta de sua cor, crença, classe social ou opção sexual”, escreveu o mandatário brasileiro

“Que a indignação dos brasileiros sirva de lição para que atos como esse não se repitam. Todos somos iguais! Embora alguns trabalhem para nos dividir, somos um só povo! – Meus votos de solidariedade e sucesso ao entregador Matheus, bem como a toda sua família. Deus os abençoe!”, complementou o chefe brasileiro.

Relacionados:  Assessoria do Ministério da Justiça nega que Moro tenha pedido demissão

A gravação tem 1 minuto e 36 segundos e se tornou o assunto mais comentado do Twitter nesta sexta. As imagens foram postadas no perfil do Facebook da mãe do jovem agredido que, indignada, se disse interessada em “deixar famoso” o homem de camisa azul que “xingou e humilhou um trabalhador, se achando melhor que ele porque mora em um condomínio de luxo”.

Fonte: Globo