Sindicatos denunciam Bolsonaro por “Genocídio” no Tribunal Internacional de Haia

Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro foi mais uma vez denunciado ao Tribunal Penal Internacional, de Haia, por crimes contra a humanidade. Desta vez a denúncia é de um grupo de sindicatos, descontentes com às medidas para enfrentar a pandemia da covid-19 no Brasil. A informação é do UOL.

De acordo com o site, a Rede Sindical Brasileira UNISaúde acusa o presidente de “falhas graves e mortais” na condução da resposta à pandemia de covid-19.”

Em abril, Bolsonaro foi denunciado ao mesmo tribunal pela Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) pela alegação de que o chefe do Executivo praticou crime contra a humanidade ao incentivar ações que aumentam o risco de proliferação do novo coronavírus. Uma outra denúncia no mesmo sentido foi feita pelo PDT. Esta denúncia começou a ser avaliada pelo tribunal em junho.

Relacionados:  Novo Partido de Bolsonaro, Aliança pelo Brasil divulga estatuto

Em 2019, o mandatário brasileiro também foi denunciado por um grupo de advogados e militantes de esquerda e reprentantes de de direitos humanos por “incitar o genocídio e promover ataques sistemáticos contra os povos indígenas do Brasil”.

O tribunal, que tem sede na Holanda, julga exclusivamente crimes como genocídios, crimes contra a humanidade, crimes de guerra e crimes de agressão, destaca o Correio Braziliense.