“Alexandre, não temo sua tirania”, diz Roberto Jefferson

Roberto Jefferson

Assim como aconteceu com vários usuários que apoiam Bolsonaro no Twitter, o perfil do ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) também foi suspenso. Com isso, o político usou a conta da sua filha e pré-candidata à prefeitura do Rio de Janeiro para criticar a decisão do Supremo, destaca a Revista ISTOÉ.

Jefferson foi um dos atingidos pela determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Morais. O ex-deputado faz costumeiras críticas ao STF e se diz hoje apoiador do presidente Jair Bolsonaro.

Relacionados:  “Não queremos o risco de virar Venezuela”, diz Guedes ao lado de Bolsonaro no STF

O ex-deputado federal e presidente do PTB mudou o nome do Twitter da filha de Cristiane para “Roberto Jefferson censurado”.

“Amigos aqui é Roberto Jefferson. Entrei na conta da minha filha para agradecer a todos pelo apoio. Em breve estaremos juntos novamente! Alexandre, não temo sua tirania”, disse.

Além de Roberto, outras contas de políticos, ativistas, blogueiros e empresários tiveram suas contas suspensas da rede social. Ao todo, no Twitter foram 17 perfis, entre eles o do  empresário Luciano Hang.

Relacionados:  Gilmar Mendes defende inquérito conduzido por Moraes no STF: "É algo absolutamente regular"

Em nota, Facebook e Twitter afirmaram que a medida foi tomada por conta da decisão judicial do STF.