General processa Olavo de Carvalho por ter sido chamado ‘bosta engomada’ e ‘bandidinho’

General Olavo

Ex-ministro de Jair Bolsonaro, o general da reserva Carlos Alberto dos Santos Cruz está processando o filósofo Olavo de Carvalho, assim como dois apoiadores de Bolsonaro por ofensas nas redes sociais.

O general, antes alinhado a Bolsonaro, passou em certo ponto a divergir do presidente, até que então acabou desligado do governo, durante este processo foi alvo de críticas de apoiadores do presidente.

Os processos movidos pelo general foram abertos no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e, neles, o ex-ministro pede indenização de R$ 140 mil pelos ataques. Consta no processo que Olavo de Carvalho, por exemplo, chamou o militar de “bosta engomada”, “bandidinho” e “gente sem caráter”.

Relacionados:  Sergio Moro aciona a PGR para que o presidente da OAB seja investigado

“O Santos Cruz é a última esperança que os petistas têm de continuar mamando dinheiro do governo”, escreveu o Olavo nas redes sociais.

Os apoiadores de Bolsonaro Maria Tereza Zappi e Manoel Magalhães dos Santo Gontijo também são processados pelo general. Eles publicaram nas redes imagens manipuladas de Santos Cruz em posição sexual com o bilionário progressista George Soros.

Com informações do UOL