Levantamento aponta indícios de irregularidades em 99% dos contratos da Saúde do Rio

Witzel campanha

A Controladoria-Geral do Estado do Rio encontrou risco de mau uso do dinheiro público e suspeitas de irregularidade em 99,47% dos contratos feitos pela Secretaria de Estado de Saúde durante o combate à pandemia de Covid-19, destaca o site Antagonista.

O levantamento foi enviado ao Tribunal de Contas do Estado, à Alerj, ao Ministério Público do Rio e ao TJ-RJ.

Segundo o relatório, a secretaria gastou R$ 1.497.626.148, 68 em contratos para conter a pandemia. Desse valor, R$ 1.489.696.980,04 (99,47% da verba) apresentam risco de terem sido gastos de forma irregular.

Relacionados:  Witzel libera a volta de futebol, bares, restaurantes e shoppings a partir deste sábado no Rio de Janeiro