Justiça determina bloqueio de bens do senador petista Jaques Wagner

Wagner

O juiz Glauco Dainese de Campos, da 7ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, mandou bloquear R$ 151,5 mil do senador Jaques Wagner, do PT, em ação de improbidade originada pela Operação Lava JatoLava Jato.

O juiz também determinou o bloqueio de R$ 6,8 milhões da Cervejaria Petrópolis, que foi usada pela Odebrecht para pagar propina a políticos, destaca O Antagonista.

O ex-governador e chegou até a ser cogitado pela esquerda como presidenciável em eleições passadas foi acusado de receber doação de R$ 3,5 milhões da construtora, por intermédio da cervejaria, para sua campanha em 2014.

Em troca, o petista teria acelerado acordo para quitar débito da estatal de saneamento do estado com a Odebrecht e ajustado o contrato dela para a construção do estádio Nova Arena Fonte Nova.

Relacionados:  Deltan revela: "Estamos dispostos a pagar o preço para cumprir nosso dever"

“Os fatos narrados são de grande gravidade, uma vez que denotam terem decisões de governo sido praticadas sob a condição de realização de doação de campanha eleitoral com o objetivo de implementação de projeto eleitoral privado”, disse o juiz no despacho.

O objetivo do bloqueio é garantir o ressarcimento dos cofres públicos em caso de condenação do petista.