General Heleno parabeniza PM e diz que imprensa quer enganar ao rotular vândalos como ‘manifestantes democráticos’

Heleno

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), General Augusto Heleno, falou sobre o protesto contra o presidente Jair Bolsonaro em São Paulo. O ato terminou em confronto entre manifestantes “pró-democracia” e policiais militares. Ao falar do embate, Heleno atacou a imprensa por rotular tais manifestantes como democráticos.

O General acusou jornalistas de defender atos de vandalismo e elogiou a ação da Polícia Militar de São Paulo, que dispersou os participantes do ato no Largo do Batata com bombas de efeito moral. Houve registros de duas agências bancárias destruídas e manifestantes foram presos portando coquetéis molotov.

“Será que, após os acontecimentos de hoje em SP, muitos jornalistas vão continuar a defender, sem fundamento, que os atos de vândalos, blackblocs, MST, skinheads, etc, são democráticos? A PMSP teve comportamento exemplar. Quem essa parte da imprensa quer enganar? Quem quer favorecer?”, disse Heleno, através das redes sociais.

Neste domingo, o ministro caminhou entre manifestantes apoiadores do governo Bolsonaro em frente à Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Ele chegou a cumprimentar policiais que faziam a segurança do local.

Relacionados:  Maia classifica como ‘absurdo’ projeto rotulando ANTIFA como grupo terrorista