MP abre cinco inquéritos para apurar irregularidades em compras de equipamentos médicos pelo estado de São Paulo

Doria

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) abriu nesta semana cnco inquéritos para apurar suspeitas de irregularidades na compra de respiradores e equipamentos médicos para o enfrentamento da pandemia de Coronavírus pela gestão do governador tucano João Doria.

Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, somente um dos contratos, feito por meio de dispensa de licitação, destinado à aquisição de máscaras está avaliado em R$ 104 milhões.

Relacionados:  “Já concluímos 12 obras públicas durante o período da crise”, diz Ministro Tarcísio

O promotor José Carlos Blat, responsável por estes inquéritos, é o mesmo que conduz o inquérito que apura possíveis irregularidades na compra de 3 mil respiradores que o governo paulista adquiriu da China por mais de R$ 550 milhões.

Após a abertura dos inquéritos, o governador João Doria anunciou que irá criar uma Corregedoria Extraordinária para acompanhar as compras emergenciais de equipamentos de combate ao Coronavírus.