MST fará jornadas de ocupação de terras de empresas falidas após pandemia

O Movimento Sem Terra (MST) já planeja uma jornada de ocupações de terras de empresas falidas logo após a pandemia do novo coronavírus.

A idéia é aproveitar a fragilização dos empresários neste momento pós-crise e retomar invasões no campo

Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, o grupo projeta quebradeira no campo, especialmente do setor sucroalcooleiro. O que seria uma oportunidade para invadir.

Segundo o jornal, o movimento também diz estar percebendo aumento da pobreza no campo. O MST compara o período atual com os anos da gestão Fernando Henrique Cardoso (1995 a 2002), com crise econômica, desemprego na cidade e dificuldades nas zonas rurais.

Relacionados:  Bolsonaro cria Gabinete de Crise para enfrentar Coronavírus