China se recusa a iniciar investigação internacional sobre a origem do Coronavírus

China

Após acusação dos EUA, que afirmam ter provas da criação do vírus em laboratório chinês, a China se recusa a iniciar uma investigação internacional sobre a origem do coronavírus até a pandemia expirar, afirmou o embaixador chinês nas Nações Unidas (ONU) na manhã desta quarta-feira (6). “Agora, a principal prioridade é se concentrar no combate à pandemia até a vitória final. […] Não podemos perder tempo”, disse Chen Xu, em coletiva de imprensa por videoconferência, após rejeitar pedidos internacionais para permitir que especialistas estrangeiros entrem no país para investigar as origens da pandemia.

Relacionados:  Em frente a quartel, Bolsonaro participa de manifestação em Brasília: “Estou aqui porque acredito em vocês.”

“Não é que sejamos contrários a qualquer tipo de investigação, inquérito ou avaliação”, disse Chen, reconhecendo que isso poderia ajudar a preparar a comunidade internacional para futuras pandemias. “Precisamos correr com tempo para salvar vidas o máximo que pudermos”, afirmou.

Fonte: Gazeta do Povo