Bolsonaro nomeia atual ‘braço-direito’ de Ramagem como Diretor da Polícia Federal

PF

O presidente da República, Jair Bolsonaro, nomeou o delegado Rolando Alexandre de Souza para o cargo de diretor-geral da Polícia Federal (PF) no lugar de Valeixo, indicado por Moro

A nomeação foi publicada por Bolsonaro em edição extra do “Diário Oficial da União” nesta segunda-feira, conforme anunciou ontem em live direto da manifestação em Brasília.

Rolando foi superintendente da PF em Alagoas entre 2018 e 2019. Em setembro de 2019, a convite de Alexandre Ramagem, assumiu o cargo de secretário de Planejamento e Gestão da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Na PF, Rolando também foi chefe do Serviço de Repressão a Desvio de Recursos Públicos e ocupou cargos de chefia na Divisão de Combate a Crimes Financeiros e na superintendência em Rondônia.

Relacionados:  Bolsonaro diz que combate à corrupção e ao tráfico cresceu após saída de Moro

Ramagem era a primeira opção de Bolsonaro para comandar a PF, mas a indicação foi barrada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, que considerou falta de ‘impessoalidade’ a nomeação de um aliado de Bolsonaro, mesmo que a escolha do Diretor da PF seja prerrogativa exclusiva da presdiência.

Com informações do RenovaMídia