Lula descarta candidatura em 2022: “Já fui longe demais”

Lula

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, que foi preso por corrupção e lavagem de dinheiro, descartou que será candidato à Presidência novamente. Em entrevista ao UOL Entrevista, o ex-presidente Lula disse que já estará com 77 anos em 2022 e tem a intenção de ser apenas um “cabo eleitoral”.

“Fico olhando minha vida já fui longe demais, acho que quando chegar 2022 o PT tenha candidato. Eu, sinceramente, vou estar com 77 anos quando chegar outubro de 2022. Se eu tiver juízo, tenho que ajudar com que o PT tenha outro candidato e que eu seja um bom cabo eleitoral. Quero ajudar a eleger alguém que tenha compromisso com o povo trabalhando”, disse na manhã de hoje.

“Para que eu fosse candidato em 2022 teria que estar com 100% de saúde, com a disposição que eu tenho agora, porque não posso ser candidato e ficar um velhinho arrastando o pé dentro do palácio, isso não é bom. Já prestei serviço para o país. Espero que o Brasil e o PT não precisem de mim”, argumentou.

Relacionados:  Bolsonaro lidera corrida presidencial para 2022, diz pesquisa VEJA/FSB

Lula chegou a ser anunciado candidato à Presidência em 2018, mas teve a candidatura barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por não se enquadrar na Lei da Ficha Limpa. Ele lembrou, ainda, de 2016, quando teve proibida a sua nomeação para ser ministro da Casa Civil do governo Dilma Rousseff (PT) por decisão do STF, na ocasião Lula foi acusado de tentar um cargo e obter foro privilegiado e evitar ser preso pela Operação Lava Jato,