‘Não queremos virar a Argentina ou Venezuela’, diz Guedes

Paulo Guedes afirmou que, para o bem da economia nacional, é necessário que o programa “Pró-Brasil” seja feito de acordo com os programas de recuperação da estabilidade fiscal do país.

Em entrevista a jornalistas, o ministro afirmou que pode ser um erro aumentar a dívida para investir em infraestrutura:

“O programa Pró-Brasil são estudos adicionais para ajudar nessa arrancada de crescimento que vamos fazer. Não queremos virar a Argentina, nós não queremos virar a Venezuela, nós estamos em outro caminho. Nós estamos no caminho da prosperidade, não no caminho do desespero.”, argumentou.

Guedes ainda ressaltou que o governo Bolsonaro está violando a “regra de ouro” para injetar dinheiro no combate à pandemia do novo coronavírus:

Relacionados:  Governo irá injetar R$ 7 bilhões em crédito para micro e pequenas empresas

“Segundo a regra de ouro, você não pode se endividar para pagar gasto corrente, mas como é um gasto emergencial, é de saúde, então você pode se endividar. Se faltasse dinheiro para a saúde pra romper o teto, nós até poderíamos romper, mas não é o caso.”, concluiu.