Bolsonaro intervém e veta uso de geolocalização dos celulares para controle de isolamento social

Bolsonaro

No fim de março, as operadoras de telecomunicações ofereceram ao Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) mostrar a geolocalização da população. Objetivo era identificar aglomerações e índice de isolamento social. No entanto, o presidente Jair Bolsonaro, que na ocasião havia determinado prudência no compartilhamento dos dados, agora vetou o uso das informações, destaca o Correio Braziliense.

A geolocalização seria utilizada para identificar se a população está ou não em isolamento social para combate ao Covid-19.

O Ministro Marcos Pontes chegou a gravar um vídeo anunciando a implantação do sistema nesta semana. No sábado, Bolsonaro ligou para Pontes e disse que há riscos para a privacidade do cidadão e que a presidência precisa estudar melhor o tema.

“Após avaliação da equipe e com base no precedente internacional, gravei vídeo sobre a ferramenta a ser implementada na semana seguinte. Um dia depois, sábado, o presidente me ligou e solicitou prudência com esta iniciativa e que a ferramenta só fosse usada após análises extras pelo governo. Assim, determinei que o vídeo e outros posts fossem retirados das redes sociais até o término das análises extras e aprovação final do governo. Atualmente, a ferramenta ainda está sob análise do governo federal quanto à aplicabilidade, garantia de privacidade e modo de operação.”, afirmou o Ministro

Relacionados:  Maduro culpa Bolsonaro pelas mortes por Coronavírus e o chama de 'coronalouco' e 'irresponsável'