Doria ameaça prender quem descumprir quarentena em São Paulo

Doria

O governador tucano João Doria, afirmou em entrevista à TV Globo que a polícia do Estado irá advertir, orientar e até mesmo decretar prisão para pessoas que insistam em desrespeitar as regras que ele aplicou em São Paulo de ‘distanciamento social’.

“Se não houver consciência das pessoas, seja na região de São Paulo ou qualquer outra, neste fim de semana nós estamos monitorando isso pelos celulares, a partir de segunda-feira (13 de Abril) o Governo de São Paulo tomará medidas mais rigorosas, com a penalização de prisão para as pessoas que desobedecerem essa recomendação”, ameaçou

O governador, no entanto, reiterou que as medidas ainda estão sendo estudadas e poderão ser adotadas na semana que vem, caso o índice de pessoas nas ruas continue a aumentar.

Antes da entrevista à TV Globo, Doria anunciou em seu perfil no Twitter que o Estado de São Paulo fez acordo com operadoras de telefonia para monitorar o isolamento social. As empresas são responsáveis por enviar um relatório todos os dias ao Estado com o percentual de celulares que se deslocaram mais de 200 metros.

Relacionados:  Sergio Moro autoriza uso da Força Nacional para combate ao Coronavírus

O governo afirma que os dados recebidos são supostamente anônimos e agrupados para que não seja possível saber exatamente quem está fazendo aglomerações nem o local em que essas pessoas se deslocaram.

Segundo o governador, o índice da população isolada ficou em 49% na quarta-feira passada, o mais baixo desde que entraram em vigência as medidas restritivas.