Coronavírus: oito hospitais de SC testarão hidroxicloroquina também em pacientes leves

Hospital Santa Catarina

Em Santa Catarina, pelo menos oito hospitais já fazem parte da rede hospitalar que promove estudos clínicos para testar a eficácia da hidroxicloroquina no tratamento de pacientes com com Coronavírus. Duas unidades ficam em Florianópolis, quatro em Joinville, uma em Criciúma e uma em Blumenau. Pelo menos três desses hospitais já têm pacientes voluntários que estão sendo testados com o fármaco promissor no combate à doença.

Mais de 40 hospitais participam da ação liderada pelo Hospital Israelita Albert Einstein, HCor, Sírio Libanês, Oswaldo Cruz e integrantes da Rede Brasileira de Pesquisa em Terapia Intensiva (BricNet). Os pesquisadores pretendem avaliar entre 800 e 1,2 mil pacientes, destaca o Portal NSC.

Os estudos iniciaram no Albert Einstein no dia 27 de março, quando a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou protocolos autorizando o início dos testes em pacientes com o novo coronavírus (covid-19).

Relacionados:  “Com a graça de Deus, viverei ainda por muito tempo”, diz Bolsonaro

Os pacientes serão divididos em grupos. Alguns receberão doses isoladas de hidroxicloroquina. Outro receberá também doses de azitromicina, muito utilizada no tratamento de infecções respiratórias e também testada em estudo recente feito na França, que demonstrou recuperação acelerada dos pacientes. Há ainda um terceiro grupo, que receberá hidroxicloroquina associada ao corticóide dexametasona, nos casos mais severos de infecção pulmonar.

Na chamada primeira coalizão, o estudo será conduzido com pacientes que apresentam sintomas leves da doença. Eles serão divididos em três grupos. O primeiro receberá apenas hidroxicloroquina. O segundo, hidroxicloroquina com azitromicina. O terceiro terá tratamento convencional, sem nenhuma dessas substâncias.