Sergio Moro: Coronavírus não pode ser “subterfúgio para soltar qualquer criminoso”

Moro

O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou nesta segunda, 30, que a pandemia de coronavírus não pode servir de “subterfúgio para soltar qualquer criminoso”.

O ex-juiz da Operação Lava Jato disse que não há nenhum caso confirmado do vírus no sistema penitenciário brasileiro e acrescentou que na Itália, atingida pela pandemia, só houve 10 registros de presos com a doença.

“Criminosos perigosos ou responsáveis por crimes graves, de qualquer natureza, devem ser mantidos presos. Aliás,não há nenhum caso confirmado de preso com coronavírus no Brasil”, disse o ministro através das redes sociais. “O coronavírus não justifica soltar os presos indiscriminadamente”, argumentou.

Relacionados:  Sergio Moro: “Não podemos soltar presos e pôr em risco população!”