Prefeitura de SP irá gastar R$10 milhões para artistas ‘cantarem nas janelas’ durante a pandemia

Bruno Covas

Em meio ao surto do novo coronavírus, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, decidiu destinar R$ 103 milhões ao socorro do setor cultural da cidade. Um dos mais polêmicos projetos, o Nas Janelas de São Paulo, será agraciado com R$ 10 milhões. Este edital pretende auxiliar artistas durante a pandemia.

“Contrataremos cerca de 8 mil artistas para apresentações e gravações para online no primeiro momento. O projeto faz parte do programa Cultura Presente, que reúne uma série de medidas de apoio ao setor cultural, tão atingido neste momento de isolamento social” – escreveu o secretário de Cultura do Município, Alexandre Yousseff.

Relacionados:  “Partido Comunista Chinês mentiu sobre coronavírus”, diz senador americano

O Nas Janelas é uma ação semelhante ao que tem acontecido na Itália e em países europeus espontaneamente e sem remuneração: artista têm ido às próprias janelas para tocar instrumentos, cantar ou declamar poesias, porém geralmente sem custo ao governo.

A destinação de recursos em momentos de falência da saúde pública gerou críticas nas redes sociais.