Em janeiro, o então prefeito de Wuhan admitiu ter omitido dados sobre o Coronavírus

China

Segundo matéria do Jornal O Globo, o prefeito de Wuhan, na China, epicentro da doença que devasta o planeta, admitiu em janeiro ter omitido informações sobre a doença.

Segundo reportagem da época, o prefeito assumiu ter omitido diversas informações sobre a disseminação da doença.

Ele anunciou então, – no dia 27 de janeiro – que iria deixar o cargo. Em entrevista ao canal estatal CCTV, Zhou Xianwang disse que sua gestão demorou para dar respostas e dados no início das suspeitas sobre a pandemia.

“Nossos nomes viverão na infâmia”, disse o prefeito. “Mas se for para contribuir com o controle da doença e com a vida das pessoas, o camarada Ma Guoqiang (secretário do Partido Comunista da cidade) e eu assumiremos qualquer responsabilidade.”

Xianwang disse que a demora para a divulgação dos dados aconteceu por conta das burocracias do estado Chinês e que ele não tomou qualquer ação de controle antes da resposta do governo. “Espero que todos possam entender que essa é uma doença infecciosa que têm canais especiais de divulgação, de acordo com a lei”, afirmou.

O prefeito disse também que a decisão de isolar completamente a cidade foi exclusivamente sua.

Segundo o jornal “New York Times”, trabalhadores da saúde de Wuhan acusaram o governo local de reagir muito lentamente à crise. Moradores da cidade recorreram às redes sociais para questionar o isolamento da cidade que dificultou o acesso a serviços básicos de saúde.