Vaticano desmente que Papa teria concedido ‘benção dos inocentes’ a Lula

Posts nas redes sociais afirmam que o papa Francisco concederia uma suposta benção chamada “bênção benedictionem et innocentum” ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, oração feita por pontífices a pessoas inocentes. O que causou grande polêmica, já que o ex-presidente é condenado por corrupção e lavagem de dinheiro.

A assessoria de imprensa do Vatican News, portal oficial de informações do Vaticano, informou, em nota, que desconhece a bênção benedictionem et innocentum que seria concedida apenas aos inocentes por pontífices. Ao comentar sobre a informação que o Papa teria feito esta oração a Lula, a entidade afirma que “parece que teve gente que andou delirando”.

O Vatican News disse ainda que nem conhece esta suposta benção, embora não seja impossível que em algum momento do passado distante essa benção possa ter sido usada por um papa, a assessoria do Vatican News classificou essa informação como uma falsidade.

Relacionados:  Odebrecht revela que obras com dinheiro do BNDES em Cuba aconteceram após pedido de Lula

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) também confirmou que esta informação é falsa: “não há incidência dessa bênção nos documentos da Igreja”.

Fonte: Folha