Joice afirma que apoiaria Bolsonaro novamente: “O PT é meu inimigo”

Joice

Joice iniciou sua carreira política caminhando ao lado de Bolsonaro e outros nomes da chamada ‘Nova Direita’. Após votação expressiva no pleito de 2018, Joice foi alçada ao posto de líder do governo. Porém, no primeiro ano de mandato Joice acabou rompendo com o clã Bolsonaro após disputas internadas dentro do PSL, especialmente após rusgas com Eduardo Bolsonaro.

A jornalista e deputada federal com uma das maiores influências digitais, porém, afirmou que apoiaria Bolsonaro novamente. Segundo ela, a polarização política faria com que ela repetisse o apoio dado em 2018. “Eu apoiaria o Bolsonaro de novo. Talvez algumas afirmações que eu fiz, que não eram 100% verdadeiras, eu não teria feito e hoje me arrependo um pouco. Mas eu apoiaria ele de novo porque tínhamos dois cenários: Haddad ou Bolsonaro. E, pelo amor de Deus, eu jamais trabalharia pelo PT. O PT é meu inimigo claro, é o PT que eu vou combater”, afirmou em entrevista ao Programa Pânico.

A Deputada salientou que seu rompimento político com Bolsonaro não mudou sua postura em votações na Câmara dos Deputados: “Não preciso recompor [a aliança com Bolsonaro]. Continuo votando 100% com as pautas do governo, 100% contra a corrupção”, afirmou.

Relacionados:  A jornal britânico, Moro afirma que foi usado por Bolsonaro

Joice afirmou que suas críticas ao presidente e ao núcleo do governo foram para tentar uma mudança de rumo no que ela considerava errado. “Essa adoração cega, por qualquer pessoa que seja, é muito ruim. Você tem que ter os olhos críticos para olhar quem você gosta e falar que está errado e chamar atenção. Se quer insistir no erro, tudo bem. Mas eu tenho que dizer que está errado e que não foi isso que prometemos ao povo brasileiro”, disse.

Fonte: Jovem Pan e UOL