Dilma acusa Pedro Bial de ‘misoginia’ e ‘sexismo’ contra Petra Costa

Nesta segunda-feira (3), o apresentador e jornalista Pedro Bial fez duras críticas ao documentário Democracia em Vertigem, que narra a queda de Dilma Rousseff sob a ótica da esquerda.

Bial afirmou:

“Você cria uma relação de causa-consequência entre coisas que não tem a menor relação causal. O filme é todo assim”, criticou o jornalista. “Vai contando as coisas, me desculpem a expressão, num pé com bunda danado.”

“É uma menina querendo dizer para a mamãe dela que ela fez tudo direitinho, que ela está ali cumprindo as ordens de mamãe, a inspiração de mamãe. ‘Somos da esquerda, somos bons. Nós não fizemos nada’.”

A Ex-presidente Dilma Rousseff, em resposta, acusou Bial de fazer declarações misóginas e sexistas contra a diretora Petra Costa, além de criticar a comunicação do governo Bolsonaro que rebateu as informações dadas por Petra Costa em entrevista para a CNN,

“Como se não bastasse a grosseria misógina e sexista de Bial contra Petra Costa, ao chamá-la de menina insegura em busca de aprovação dos pais, a candidata brasileira ao Oscar com o filme Democracia em Vertigem foi vítima de intolerável agressão oficial do governo Bolsonaro.”