Itamaraty instrui diplomatas a não ‘prestar condolências’ a General Soleimani

Ernesto Araújo

Segundo a Folha de São Paulo, o Itamaraty, órgão brasileiro que cuida das relações exteriores, enviou uma circular a diplomatas brasileiros orientando-os a não comparecerem a nenhuma cerimônia em homenagem ao general iraniano morto Qassem Soleimani, morto pelos EUA após acusações de terrorismo.

“Rogo a vossa excelência não comparecer a nenhuma cerimônia em memória do general Qassim Suleimani, ex-comandante da Força Quds iraniana, e de Abu Mahdi al-Muhandas, ex-chefe da milícia Hizbullah, nem assinar livro de condolências em suas homenagens.”, diz o memorando emitido pela chefia do Ministério das Relações Exteriores do Brasil.

Relacionados:  'Inexistente' para a mídia brasileira, Foro de São Paulo realizará encontro na em Caracas, na Venezuela

Fonte: O Antagonista e Folha.