Bolsonaro avisa que vai demitir quem falar da taxação da energia solar

Bolsonaro fechamento das Fronteiras

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (7) que integrantes do governo estão proibidos de falar sobre a taxação da energia solar, sob risco de demissão. “Eu que estava pagando o pato pela questão da energia solar. E aí eu decidi que ninguém mais toca no assunto, quem conversar eu demito, cartão vermelho”, disse na saída do Palácio da Alvorada. De acordo com Bolsonaro, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) desistiu da cobrança para aqueles que produzem energia solar, mas os interessados em vender o produto ainda poderão pagar um frete. O presidente ainda ressaltou que o projeto de lei que seria votado Congresso para proibir a taxação não será necessário.

Relacionados:  Aprovação popular de Bolsonaro cresce 5% no último mês, diz pesquisa

Fonte: Gazeta do Povo