Aliança pelo Brasil prepara mutirão para coletar assinaturas

O partido em criação que será comandado pelo Presidente Bolsonaro, Aliança pelo Brasil, se organiza para um mutirão de coleta de assinaturas. A população poderá a partir de 6ª feira (20.dez.2019), comparecer a “qualquer cartório de registro de notas” para “assinar a ficha de apoiamento e reconhecer firma”, diz nota oficial do novo partido.

“O próprio cartório cuidará de nos enviar as fichas”, diz a nota. O nome do apoiador será divulgado numa lista a ser exibida no site do Aliança pelo Brasil “em, mais ou menos, 10 dias”. Quem desejar também poderá imprimir a ficha cadastral no site da legenda, assinala o Portal Poder 360.

“Mas lembre-se que precisamos do reconhecimento de firma da sua assinatura para que a Justiça Eleitoral libere a nossa Aliança para disputar as eleições de 2020”, alerta o partido. Aqueles que não conseguirem deixar a ficha no cartório podem enviá-la pelos Correios.

Site Oficial do Partido: https://www.aliancapelobrasil.com.br/

CRIAÇÃO DE UM PARTIDO POLÍTICO:

A Justiça Eleitoral exige que seja apresentada uma lista com número de assinaturas equivalente a 0,5% do total de votos válidos na última eleição para a Câmara dos Deputados. Atualmente este número é de 491.967 assinaturas. Os eleitores donos dessas assinaturas precisam ainda estar espalhados por, ao menos, 9 Estados.

Relacionados:  Bolsonaro será o presidente do 'Aliança pelo Brasil'

Para que o novo partido esteja apto a participar das eleições de 2020, as assinaturas precisam ser coletadas e validadas pela Justiça Eleitoral até 6 meses antes da eleição. Isso significa que, para o Aliança pelo Brasil estar nas urnas já nas eleições municipais de 2020, é necessário que todo o rito esteja finalizado até 4 de abril.