Sindicatos perdem 1,5 milhão de filiados e descem ao menor patamar desde 2012

Em 1 ano, 1,5 milhão de trabalhadores deixaram de ser sindicalizados no Brasil. Em cinco anos consecutivos,os sindicatos já perderam 3,098 milhões de trabalhadores filiados ás entidades.

No ano de 2018, apenas 11,518 milhões de trabalhadores eram associados a sindicato. Os dados são do IBGE.

O resultado representa uma redução brusca de 11,9% no contingente de sindicalizados em relação a 2017. A sindicalização alcançou 12,5% dos 92,333 milhões de ocupados em 2018, o menor patamar da série histórica iniciada em 2012, assinala o Jornal Estado de São Paulo

A maior taxa de sindicalização em 2018 foi a dos trabalhadores do setor público (25,7%), seguido por trabalhadores do setor privado com carteira assinada (16%). Os trabalhares sem carteira no setor privado apresentaram uma das menores estimativas de sindicalização (4,5%). Os trabalhadores por conta própria tiveram taxa de sindicalização de 7,6%.

Relacionados:  Bolsonaro: "Sindicatos são a coisa que mais atrapalha o Brasil"

Todas as categorias profissionais tiveram redução na taxa de sindicalização entre 2017 e 2018, sendo a maior queda entre os empregadores, que passou de 15,6% para 12,3%, seguida pela dos trabalhadores do setor privado com carteira assinada, que tiveram recuo de 3,1%.

Leia também:
Sem Imposto Sindical, CUT precisa reduzir salário e jornada de trabalho de funcionários