Lava Jato mira contratos de aluguel de Navios pela Petrobras na ordem de R$ 6 bilhões

A Operação de combate à Corrupção, Lava Jato, deflagrou nesta 4ª sua 70ª fase, aoperação Óbolo. A da Força Tarefamira contratos de fretamento de navios da Petrobras, que chegam a R$ 6 bilhões, sob responsabilidade da diretoria de abastecimento da empresa.

Os agentes da Polícia Federal cumprem 12 mandados de busca e apreensão em Niterói (10), Rio de Janeiro (1) e São Paulo (1) em busca de evidências de crimes de corrupção de agentes públicos, lavagem de dinheiro e organização criminosa, assinala o site Poder 360.

Três empresas são alvos das buscas por terem feito mais de 200 contratos de afretamento de navios de 2004 a 2015. Elas teriam pago propina para serem beneficiadas com informações privilegiadas da programação dos navios.

Relacionados:  Folha admite que 'mensagens' vazadas pelo Intercept podem ter sido obtidas de modo criminoso e não valem como prova

O nome Óbolo faz referência à moeda que, de acordo com a mitologia grega, era usada para remunerar o barqueiro Caronte, que conduzia as almas através do rio que separava o mundo dos vivos dos mortos.