Guedes diz que se Petrobras fosse privada, cogitaria demitir os grevistas

Segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo, o Ministro da Economia, Paulo Guedes disse que, se fosse o presidente da petrolífera e a empresa fosse privada, já teria tomado uma atitude com relação aos grevistas.

“Você tem excelentes salários [na estatal], bons benefícios, você tem quase estabilidade de emprego e tenta usar o poder político para tentar extrair aumento de salário no momento em que há desemprego em massa? Se fosse uma empresa privada e eu fosse o presidente de uma empresa privada, eu sei o que eu faria.”

Durante discurso em Washington, Guedes afirmou ainda que é “imprudente” que pessoas usem do mecanismo de greve para conseguir benefícios em uma empresa como a Petrobras:

“Eu estou dizendo o que eu faria, mas não tenho nada a ver com a Petrobras. Estou dizendo que, se estou [na presidência] de uma empresa que está na Bolsa, é privada, foi destruída e, agora que começa a melhorar, fazem greve para extrair ganhos só pela pressão? Num país que tem milhões de desempregados, você tem empresa quase com estabilidade de emprego, eu demitiria [os grevistas].”