“Weintraub tem de ser demitido imediatamente”, diz editorial do Estadão

O jornal Estado de São Paulo em editorial afirma que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, tem de ser demitido imediatamente.

No texto intitulado ‘Linha vermelha’, o jornal afirma que Weintraub “achou por bem classificar o marechal Deodoro da Fonseca como um ‘traidor’ da Pátria e compará-lo ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva”.

“Diante de uma estultice dessa natureza, na melhor hipótese, o ministro da Educação está absolutamente desinformado. Na pior, trata-se de alguém que se move por ressentimento, revanchismo e má-fé”, destaca.

O Jornal destacou também recente episódio em que o Ministro discutiu com seguidores no twitter, além de criticar a gestão do Ministro.

Após classificar a gestão de Weintraub de “errática”, o jornal acrescenta que “até para os padrões do bolsonarismo – que estabeleceu novo patamar de insalubridade nas redes sociais – o ministro cruzou a linha vermelha”.

“Se ainda assim Abraham Weintraub não for substituído, o que mais pode vir?”, indaga o Jornal.