Após acusações de fraude, Evo recua e convoca novas eleições na Bolívia

Evo Morales, o presidente da Bolívia, anunciou neste domingo (10), que vai realizar uma nova eleição em seu país, 21 dias depois da votação em que ele conquistou, de maneira controversa e contestada, seu quarto mandato seguido.

“[Decidi] convocar novas eleições nacionais que mediante ao voto permitam ao povo boliviano eleger democraticamente suas novas autoridades, incorporando novos atores políticos”

O Presidente boliviano também anunciou que vai renovar os membros do Tribunal Superior Eleitoral do país.

“Vou renovar a totalidade de membros do Tribunal Superior Eleitoral; nas próximas horas a Assembleia Legislativa Plurinacional, em concordância com todas as forças políticas estabelecerá os procedimentos para isso”, afirmou em pronunciamento na TV.

“À imprensa e ao povo da Bolívia, depois desta decisão que tomamos quero pedir para baixarmos toda a tensão. Todos temos a obrigação de pacificar a Bolívia”.

O anúncio ocorreu depois que a OEA denunciou fraudes nas eleições últimas presidenciais.

Com informações do G1 e Antagonista