Pelo menos 30 petistas vão à Argentina festejar a vitória de Fernandez

Pelo menos trinta petistas graduados, entre militantes, integrantes da direção do partido, parlamentares e ex-parlamentares, como os ex-senadores Lindbergh Farias e Aloysio Mercadante, além do ex-ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, participaram das comemorações da vitória da esquerda na Argentina.

Uma multidão erguendo bandeiras da Argentina, cartazes e até camisetas com o rosto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se concentrou, na noite de domingo, em frente ao local onde Fernández e a ex-presidente e senadora Cristina Kirchner, sua vice, fizeram os discursos da vitória, no bairro portenho da Chacarita.

Os políticos e militantes brasileiros, como um dos filhos e um neto do ex-presidente Lula, estiveram no local, como contaram integrantes da comitiva.

Em sua conta no Twitter e no discurso, o presidente eleito da Argentina pediu a liberdade de Lula, hoje preso por corrupção e lavagem de dinheiro.

Além dos petistas de alto coturno, outra representante ilustre da esquerda brasileira foi à capital argentina para a festa: Manuela D’Ávila, do PCdoB. a vice de Haddad. Ela também registrou nas redes sociais o momento. “Vencemos com Alberto e Cristina, vamos para o segundo turno no Uruguai e venceremos, tivermos vitórias importantes na Colômbia com a primeira mulher eleita prefeita de Bogotá. Voltaremos!”, escreveu a política comunista.

Fonte: BBC Brasil