PCdoB apresenta 55 emendas contra a carteirinha de estudante gratuita

O PCdoB apresentou 55 das 163 emendas à medida provisória que acaba com a exclusividade da UNE e da Ubes na emissão de carteirinhas estudantis, diz a revista Crusoé.

A quantidade de emendas apresentadas pelos comunistas tem sentido. A UNE e a Ubes estão sob o comando da legenda há décadas, e serão diretamente prejudicadas com a gratuidade das carteiras, já que perderão sua principal fonte de financiamento.

Em setembro quando a MP foi assinada por Bolsonaro, a União Nacional dos Estudantes (UNE) criticou a MP da Liberdade Estudantil, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira (6/9), que cria a carteira estudantil digital totalmente gratuita e corta o financiamento da UNE. Pelo Twitter, a organização afirmou que a decisão do presidente é uma “tentativa clara de acabar com a organização dos estudantes, que tem sido o principal foco de resistência”.

Com informações do Antagonista