Gleisi e Haddad visitam Lula para discutir sua ‘saída da cadeia’

A presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann e o candidato derrotado nas últimas eleições, Fernando Haddad, nesta segunda-feira, vão à cadeia de Lula em Curitiba para discutir a soltura do ex-presidente, preso por corrupção e lavagem de dinheiro.

O assunto veio à tona graças ao parecer do Ministério Público solicitando a progressão de Lula ao regime semiaberto. Há movimentos internos no PT que concordam com a saída de Lula com tornozeleira eletrônica e há aqueles que gostariam que o ex-presidente fosse inocentado pelo STF de forma ampla.

Segundo a Folha de S. Paulo, “participam também da conversa o tesoureiro do PT, Emídio de Souza, que também tem procuração para defender Lula, e os advogados Luiz Eduardo Greenhalg, Cristiano Zanin e Valeska Teixeira”.