Conselho de Ética instaura processo contra deputado do PSOL que chamou Sergio Moro de “juiz ladrão”

Segundo o site O Antagonista, o Conselho de Ética da Câmara deverá instaurar na quarta-feira processo do PSL contra o deputado do PSOL Glauber Braga, que chamou Sergio Moro de “juiz ladrão” quando o hoje ministro da Justiça esteve na Casa para tratar do episódio das mensagens roubadas. O episódio lamentável e desrespeitoso virou uma ação no Conslelho de ética.

Na ocasião, aliados de Moro se revoltaram com as declarações de Glauber e cobraram respeito a figura do Ex-Juiz Sergio Moro, que segundo pesquisas é a personalidade política mais bem avaliada do país.

Relacionados:  'Na cadeia todo mundo diz que é inocente', diz Sergio Moro sobre Lula

“O representado escolheu fugir do debate, quebrando suas regras e invadindo o domínio da pura violência moral, em fase da qual não há respostas racionais, mas a simples escolha entre o silêncio e a contraofensiva”, diz trecho da representação contra o integrante do PSOL.