Deltan diz que Aras expressou seu compromisso de manter e fortalecer a Lava Jato

O procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Operação Lava Jato no Paraná, disse que o subprocurador Augusto Aras, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para chefiar a Procuradoria-Geral da República nos próximos dois anos, “expressou seu compromisso de manter e até fortalecer o trabalho das forças-tarefa”, diz o Portal Terra.

Segundo Deltan, Aras demonstrou “sua abertura ao diálogo e sua disposição para uma atuação coordenada”.

O Coordenador da Lava Jato manifestou “diversas vezes em apoio à lista tríplice, uma ideia/prática que merece ser fortalecida e institucionalidade”. “Contudo, a indicação foi feita e tudo aponta que se consolidará”, pondera.

Deltan ressaltou que “o momento é de aproximar para um trabalho coordenado”.

Na avaliação de Deltan, “é importante o trabalho conjunto para continuar expandindo as investigações para responsabilizar criminosos e recuperar recursos, dentro da nossa atribuição”.

Relacionados:  Cármen Lúcia suspende Indulto de Natal de Temer que liberava presos da Lava Jato

O procurador da Lava Jato também destacou a importância de o escolhido por Bolsonaro para o topo da PGR já ter convidado alguns procuradores para compor sua equipe.

“Como disse ao dr. Aras no contato, entendo que foi importante sua iniciativa de convidar para continuarem na Lava Jato os colegas Hebert, Victor, Clara, Alessandro e Luana, assim como o convite para que Thamea a integre. São excelentes profissionais e ficarei contente se integrarem a equipe na PGR.”, concluiu Deltan