Hackers que invadiram celulares da Lava Jato continuarão presos, decide Justiça

Ricardo Leite, juiz da 10ª Vara Federal de Brasília, decidiu manter presos os hackers, suspeitos de invadir os celulares de Sérgio Moro, Deltan, Paulo Guedes entre outras autoridades.

A Polícia Federal (PF) tinha pedido que apenas Gustavo Henrique Elias Santos e Walter Delgatti Neto, o “Vermelho”, tivessem as preventivas mantidas. No entanto, o MP pediu que os Suelen Priscila de Oliveria e Danilo Crisiano Marques também continuassem presos.

Relacionados:  Moro celebra apreensão de verdadeiro arsenal de guerra pela PRF em Minas Gerais